No ar
Claudete Cordeiro
Sertanejo Som Rural
Sexta-feira, 07 de Fevereiro, 2020 às 15:59h

Ratinho Junior diz que pode cortar ICMS de combustíveis se governo federal garantir repasse ‘para que as coisas não parem’

Segundo Ratinho Junior, caso isso aconteça, seria necessário fazer o corte "com muita calma".

O governador do Paraná Ratinho Junior (PSD) afirmou, nesta sexta-feira (7), que pode cortar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) se o governo federal garantir repasse ao estado “para que as coisas não parem”.

A declaração foi dada em um evento em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Na quarta-feira (5), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que zeraria os tributos federais caso os governadores cortassem o imposto estadual.

“Isso tem que ser calculado. Se o Governo Federal nos garantir que é possível repassar de R$ 4 a 5 bilhões pro estado para que as coisas não parem, nós topamos fazer esse avanço”, disse o governador.

Segundo Ratinho Junior, caso isso aconteça, seria necessário fazer o corte “com muita calma”.

“O posicionamento do presidente é muito claro neste sentido, e dos governadores também. Agora, junto com os deputados e senadores, temos que achar uma saída para que a gente possa modernizar a questão tributária no Brasil”, disse.

O ICMS é a maior fonte de arrecadação da administração estadual. De janeiro de 2019 a janeiro de 2020, o Estado arrecadou R$ 4,5 bilhões em impostos. A arrecadação total com o ICMS, levando em conta a arrecadação referente a todas as mercadorias, representou R$ 2,8 bilhões neste mesmo período.

Frota
A declaração foi dada durante a entrega de uma frota de carros para a Rede de Proteção Social Básica e a Especial do Sistema Único de Assistência Social (Suas), que contou com a presença dos ministros da Cidadania, Osmar Terra, e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

De acordo com o governo do Paraná, serão entregues 222 carros e 15 micro-ônibus para 167 municípios do estado.