Quarta-feira, 31 de Julho, 2019 às 12:02h

Polícia prende suspeitos de executar Benício Felipe da Silva em Cornélio Procópio

Um dos suspeitos foi preso na cidade de Guaranésia, em Minas Gerais e o outro na cidade de Cornélio Procópio pela Polícia Militar, através de um mandado de prisão.

A Polícia Civil de Cornélio Procópio prendeu dois suspeitos, acusados de assassinar Benício Felipe da Silva, de 19 anos, na noite do dia 31 de maio, com vários disparos. O crime aconteceu na PR-160, logo após a Estância Vó Diva.
O corpo de Felipe foi encontrado sem vida, ao lado de seu carro, onde a Polícia identificou que foi realizado dois disparos.
De acordo com informações da Polícia, acredita-se que Benício tenha sido vítima de uma “emboscada”, e logo após executado.
Um dos suspeitos foi preso na cidade de Guaranésia, em Minas Gerais e o outro na cidade de Cornélio Procópio pela Polícia Militar, através de um mandado de prisão.
Durante a investigação, as provas indicaram que a motivação do assassinato foi rivalidade entre os envolvidos. Depois de uma apuração realizada pela polícia, acredita-se que os disparos efetuados em uma residência no Conjunto Airton Senna, tem ligação com a morte de Benício.
De acordo com Luciano Purcino, delegado adjunto da 11ª SDP, os acusados eram moradores de Cornélio Procópio e se mudaram para Minas Gerais, no entanto, voltaram à cidade na semana do crime, com o objetivo de executar Benício.
Os dois acusados tiveram a prisão preventiva decretada e estão à disposição da polícia.